O Espelho no Outro

O espelho no outro
Por Lilian Kawatoko

No início de 2018, eu estava em processo de TCC na Pós-graduação em Cenografia e Figurino e após buscar muitos temas, me decidi sobre “o espelho”.

1
Foto do meu trabalho prático de Tcc – Pós Graduação em Cenografia e Figurino Centro universitário Belas Artes de SP – 2018 Fotografia original: Claudio Higa Mais sobre o trabalho: http://liliankawatoko.com.br/speculum/

 

A princípio minha pesquisa estava bem relacionada com a imagem e nossa relação com este objeto, era uma pesquisa bem direcionada a figurino, mas depois ela tomou conta de mim no âmbito psicológico também, pois percebi que tudo que fazemos está relacionado, e que ela também investigava o Tribal enquanto comunidade.

Curiosamente, nas sociedades tribais quando não havia espelho como objeto e somente reflexos em poças d’água (que não eram imagens perfeitas e retas) nossa noção pessoal era baseada e reconhecida no outro, e nas relações comunitárias entre a tribo. Então, o homem sentiu a necessidade de criar os espelhos, que foram evoluindo até como conhecemos hoje, e essa necessidade de se ver perfeitamente resultou numa mudança fundamental na visão do self. A partir desse momento, ele passa a se enxergar de outra forma, passa a se autoafirmar e a se autojulgar, reconhecendo, assim, como indivíduo.

“Na ausência de um espelho real, portanto, a definição do eu é inteiramente construída dentro da rede de interações e inter-relações da tribo. A imagem do Self é baseada no espelho do Outro, não no espelho per se”. (HALEY, 2005, p. 50)

Dessa pesquisa e outras anteriores, extrai pontos muito interessantes de ligação com a minha prática na dança, e desde 2017 tenho focado em temas de workshops no corpo e psicológico dançante além de repertório (como o ATS® Complements que lancei agora em 2019 e tem esse objetivo de estudo).

Em 2018 apresentei um workshop que oferecia exercícios para facilitar as transições dos passos no Congresso Tribal, que é o evento perfeito para essas trocas pois temos o privilégio de dançar com muitas pessoas diferentes, com corpos, histórias e olhares diferentes. Para quem dança ATS ® é uma oportunidade excelente de estudo de improviso e um momento de evoluir muito como artista e pessoa.

1 - img-20190118-wa0036
Sisterhood Ats Project – Dani Franco e Kátia Aslana Fotografia: Claudio Higa

Agora em 2019 apresento o workshop que surgiu da minha pesquisa Speculum, “O Espelho no outro” que tem como objetivo resgatar, por meio do ATS® a nossa relação de tribo, autoconhecimento e a relação com o outro, com compaixão, aceitação e igualdade. Trabalharemos a adequação ao corpo alheio, concentração, sinergia, sintonia, energia e a simbiose durante a dança.

Será incrível!
Dia 01.05 às 15:50h no 4º Congresso Tribal!

3
Lilian Kawatoko

 

 

 

 

Lilian Kawatoko

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s