Ana Luh Le Senechal

ANA LUH LE SENECHAL 
São Paulo, SP | Brasil 

A dança sempre fez parte da minha vida…
Comecei a dançar aos 5 anos de idade, iniciando pelo ballet clássico e logo em seguida no jazz. Segui assim até os 10 anos, quando me apaixonei pelo flamenco e o acrescentei também a minha rotina de aulas de dança.
Ao longo dos anos fui mantendo essa rotina e me interessando por outras modalidades, como a dança contemporânea e a moderna.

Em 2006 me formei em Pedagogia e em meu TCC resolvi abordar a importância do movimento na forma humana, até os benefícios da dança para crianças de escolas municipais de São Paulo.
Em 2008 depois de assistir muitas apresentações de dança do ventre da minha prima, resolvi que também queria aprender a movimentar meu corpo de forma diferente da “rigidez” das danças clássicas.
Por mais que eu amasse usar meu corpo para me movimentar daquela maneira, eu não me sentia pertencente àquela estética. Mas mesmo assim continuei a fazer aula até o meio de 2009 quando engravidei e por motivo de saúde tive que parar de dançar.

Em 2010 minha filha nasceu e em 2011 consegui voltar a dançar apesar da rotina diferencia. Voltei com as aulas de ballet, contemporâneo, flamenco e conheci o Tribal Fusion.

No ano seguinte, em 2012, por indicação de uma antiga professora conheci a Escola Campo das Tribos. E ao chegar la e fazer aula experimental de todas as modalidades de Tribal, percebi que lá era o meu lugar. Fiquei (sem exagero) completamente apaixonada por todas as aulas, músicas, pessoas, figurinos e estilos que vi ali.
Comecei com aulas de Dark Fusion com a Gabriela Miranda, depois de Tribal Fusion com ela também, indo para o ATS® com a Rebeca Piñeiro, Tribal Fusion e Brasil com Samra Hanan e muitos works com outros professores como: Lucas Oliver, Mariana Quadros, Mariana Maia, Guigo Alves, entre outros profissionais maravilhosos.
Lá conheci muitas pessoas e fiz amizades de extrema importância em minha vida.

Aprendi a ser uma pessoa melhor e a acreditar mais em meu potencial. Também aprendi a ser mais gentil e amorosa comigo mesma. Comecei a me sentir pertencente a algo que eu sentia que existia, mas não sabia o que era. Me descobri como mulher forte, bonita e empoderada.

Em 2013 dei inicio em minha Pós Graduação em Arteterapia, numa necessidade de juntar o que eu mais amava, a dança, ao que eu mais precisava, equilíbrio emocional.

E hoje é o que faço em minhas apresentações: Ressignifico minhas emoções e me curo por meio da dança.
Participei de eventos do Festival Campo das Tribos dançando nas mostras.
Com formação em ATS® – General Skills e Teacher Trainning pela Carolena Nericcio e Megah Gavin, da qual me orgulho muito.

E finalizando, participei das 3 edições de Congresso Tribal Sul-americano, como parte da equipe, fazendo aulas e dançando nas mostras.

E hoje em dia dou aulas de Tribal fusion ( infantil e adulto), Tribal Brasil e ATS® ( adulto) e Flamenco ( Infantil e adulto) na Nar Cia. De Dança e Arte.