#6 – ENTREVISTA | Cintia Vilanova

Conheça um pouco mais sobre Cintia Vilanova (Florianópolis, SC | Brasil) nesta entrevista exclusiva para o Congresso Tribal!

WhatsApp Image 2019-03-15 at 15.14.40CT: Porque começou a dançar? O que te levou a procurar esta arte?
CV: Meu início foi com um convite feito por uma amiga para írmos juntas numa aula de dança do ventre. Não tinha ideia do poder que isso teria em minha vida! Fui me encantando por tudo que era possivel ser feito por meu corpo através da dança! Quanto mais conhecida dessa arte, mas me encantava com suas belezas.
CT: Desde qual ano você se dedica aos estudos no Tribal e em qual ano se tornou professorWhatsApp Image 2019-03-15 at 15.16.15 (a)?
CV: Minha dedicação ao tribal iniciou em 2010 através do tribal fusion. Parti para aprofundar no estilo e me deparei com o ATS® em 2013. Fui abduzida por esse estio e em 2015 me tornei Sister Studio® no Festival Campo das Tribos em Saão Paulo. Desde então, me dedico exclusivamente no aprofundamento técnico, teórico e humano do estilo.
CT: Com quais modalidades de dança você trabalha atualmente?
CV: Apenas com o ATS®.
CT: Em quais escolas você ministra aulas? 
CV: No Panambi Casa de Cultura e Bm Estar – www.epanambi.com
CT: O que a sua carreira representa em sua vida?
CV: Tudo! Sou totalmente voltada para crescer como profissional e disponível para a disseminação do estilo para outras mulheres e homens interessados em dançar o estilo.
WhatsApp Image 2019-03-15 at 15.14.22CT: Como sente o crescimento da cena Tribal? O que mudou, melhorou ou piorou?
CV: Acredito que houve uma explosão nacional, porém de forma pontual. Em especial, nos arredores daquelas profissionais que já estavam atuando há bastante tempo. Ainda tem muito o que fazer para a sua disseminação, mas, nacionalmente, o estilo ganhou muita força nos últimos 5 anos.
Aqui em Florianópolis, onde atuo, certamente, mudou muito! Há muito mais conhecimento da existência do estilo do que em relação a 5 ano atrás. As pessoas ainda não conseguem definir o que é extamente, mas já sabem que existe. Porém, enquanto profissional, ainda tem muita gente que não sabe do estilo ou que tem uma ideia equivocada do que ele oferece como dança.
CT: Onde deseja chegar como professor (a) do estilo? 
CV: Tenho como visão compor o time de profissionais referência do estilo no Brasil, representando o cenário nacional com excelência e dedicação.
CT: Qual a principal transformação que sente em seus alunos ao aprenderem o Tribal?
CV: Autoconfiança. O ATS® oferece um universo incrível de descobertas pessoais. No início, elas acham impossível fazer tanta coisa ao mesmo tempo, mas no decorrer das aulas, elas percebem que elas são capazes de muito mais.
WhatsApp Image 2019-03-15 at 15.15.03CT: O que é Tribal LifeStyle para você?
CV: Tribal Life Style é, para mim, aplicar os aprendizados que tenho a cada dia que vivo com o ATS® em minha vida. Em especial, aplicando todas as formas de promover a boa convivência humana, com respeito às diferenças, conexão, contato e reverenciamento à toda comunidade de praticante. É o reconhecimento de que todas nós mulheres temos o direito de escolher, de ser e de estar livremente e sem julgamento. Todas somos rainhas líderes de nós mesmas e de nossas vidas.
CT: Quantas edições do Festival Campo das Tribos ou Congresso Tribal você já participou?
CV: Desde 2014, estive em 5 edições do Festival.
WhatsApp Image 2019-03-15 at 15.17.14CT: Conte um pouco da sua experiência nas produções Campo das Tribos e o que elas transformaram em sua carreira e na cena Tribal da América do Sul. 
CV: Desde a minha primeira vez no Festival, em 2014, fiquei encantanda com o mundo que não conhecida. E digo isso tanto em relação ao tribal, quanto em relação ao tipo de evento. Ou seja, muita dança (mostra e show de gala), muita aula (horas por dia) e a feira com vários expositores nos trazendo coisas lindas com excelente qualidade. Reconheço nisso, uma referência de evento e de organização, pois tudo ocorre de forma leve e em uma multiplicidade de ambientes. Acredito, por isso, que o Festival Campo da Tribos se mostra como um case de sucesso, pois trata-se de um evento que cresceu com o tempo e acúmulo de experiências, se tornando, hoje o Congresso. Resultando em força e crescimento do estilo no cenário nacional de danças.
CT: Deixe um recado, uma dica ou um pensamento para os alunos do Congresso Tribal eWhatsApp Image 2019-03-15 at 15.15.12 amantes do estilo.
CV: Na dança, descobri uma forma de levar ao meu corpo inspiração de empoderamento, força interior e auto-realização!! Através da transformação pessoal ocupo meu espaço no mundo e me torno mais forte diante do meu cotidiano!! Foi assim que fui ao encontro de mim mesma!!

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s